Por onde andei…

Sim, eu sumi. Nos últimos oito ou nove meses aconteceram tantas coisas que eu acabei me afastando do blog. Realmente, 2016 não tem sido um ano fácil.

Em abril, fiquei doente, tive febre, enjoos, fraqueza (fui diagnosticada com suspeita de dengue). Isso prejudicou bastante minha produtividade, porque não tinha ânimo e disposição para fazer nada.

Também vivi muita pressão no trabalho. Me senti sobrecarregada e com muitos desafios, ao mesmo tempo em que não tinha disposição para enfrentá-los (fiquei na bad mesmo). Eu amo o que faço, mas às vezes o trabalho drena minha energia de uma forma que prejudica os outros campos da minha vida. Por isso, acabei me descuidando novamente da alimentação, do sono, das atividades físicas, enfim, minha vida não esteve mais tão equilibrada como eu gostaria.

kyung-4-900x1115

Foram muitos os dias em que cheguei em casa chorando depois do expediente, foram muitas as crises de ansiedade, foram muitas as manhãs em que não queria levantar da cama e enfrentar a realidade. Meu autocuidado diminuiu, minha relação com a comida se tornou problemática. Afinal, eu tive um dia tão difícil, por que não pedir um cheeseburger? Poxa, eu mereço. Em outubro, após checkup com alguns especialistas, a suspeita de compulsão alimentar associada à depressão.

white-flowers

2016 foi um ano de crises. Políticas, econômicas, existenciais. Um ano com gosto amargo como chá de boldo, daqueles que a gente precisa engolir porque sabe que é um mal necessário. Parece que a vida adulta – suas dores e delícias – bateu forte por aqui, no auge dos meus 25 anos.

Mas escorpiana que sou, viciada em crises, vejo nesses momentos difíceis uma oportunidade de recomeçar. Não sou do time dos que acham que o Ano Novo é só um dia como qualquer outro, pelo contrário. Enxergo um ciclo que se fecha e, principalmente, um novo ciclo que se inicia. Trazendo todo o aprendizado dos dias difíceis como bagagem, fica mais fácil acreditar em uma nova oportunidade de ser feliz. E que venha 2017. Estou pronta.

white-flowers2

* Imagens da ilustradora coreana Choi Mi Kyung

Anúncios

4 comentários sobre “Por onde andei…

  1. Pingback: Como foi meu 2016 + metas para 2017 | Frugalidades

  2. Pingback: Quando se está uma bagunça | Frugalidades

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s