Um ano de Low Poo: Minhas impressões

e2883346a3cd9361671242dd1376f67a.jpg

O que é Low Poo?

Resumidamente, as técnicas Low Poo e No Poo consistem em não utilizar produtos para os cabelos que contenham sulfatos fortes (por se acreditar que são agressivos aos fios), derivados de petróleo e silicones insolúveis em água (por se acreditar que eles não tratam os fios profundamente, e sim criam uma película que “camufla” o problema). Na técnica No Poo, simplesmente não se utiliza shampoo e a limpeza é feita com condicionadores próprios (o chamado Co-Wash). Já na técnica Low Poo, pode-se usar shampoo, mas eles devem ser livres de sulfatos fortes. Não vou me estender muito nesse assunto porque já existem diversas fontes na internet que tratam dele de maneira mais aprofundada (como aqui aqui).

Minha história com a técnica

No início de 2014, quando conheci as técnicas, decidi adotar o Low Poo por acreditar que meus cabelos se adaptariam melhor. Usei produtos próprios para a técnica durante cerca 5 meses, porém, como não estava vendo resultados satisfatórios, resolvi abandoná-la. Hoje vejo que não levei a técnica tão a sério, não pesquisei profundamente e, talvez por isso, não me encontrei.

Continuei curiosa sobre o assunto e, algum tempo de depois, resolvi dar outra chance. Dessa vez, procurei conhecer tudo sobre a técnica e pesquisar a fundo sobre produtos proibidos e liberados antes de começar, de fato. O que mais me ajudou foi participar de grupos no Facebook que falam sobre o assunto e permitem troca de experiências entre as adeptas. Mais preparada, foi mais fácil me acostumar com as mudanças. Não sei exatamente há quanto tempo estou fazendo Low Poo, mas com certeza faz mais de um ano. Por isso, resolvi contar pra vocês como tem sido a experiência.

Como é meu cabelo

  • Meu cabelo natural tem a raiz lisa com umas ondas indefinidas no comprimento
  • Tenho bastante cabelo e os fios são de médios a grossos
  • A raiz é bem oleosa, mas as pontas são ressecadas
  • Uso tintura cerca de uma vez a cada dois meses (essa é a única química que uso)
  • Prefiro deixar o cabelo secar naturalmente e às vezes uso chapinha pra tirar o frizz e dar uma forma

O que eu usei

Durante todo esse tempo, tive oportunidade de testar diversos produtos e hoje, com mais propriedade e fontes de comparação, consigo trazer para vocês quais são meus queridinhos:

shampoos-final

1. Johnson’s Baby Cheirinho Prolongado – Não faz nenhuma espuma e por isso é muito mais difícil de espalhar. No fim das contas, não fico com a sensação de que a cabeça está limpa por igual (algumas partes sim, outras não). O cheirinho é uma delícia, mas não compensa o resto.
Preço: R$ 13,99 (400 ml)

2. Yamasterol Less Poo – Mesmo caso do Johnson’s, muito difícil de espalhar. Tenho a sensação de que ele limpa um pouco melhor, mas mesmo assim não deu pra mim.
Preço: R$ 11,99 (320 ml)

3. Phytoervas Antirresíduos – Como comentei, meu cabelo é bem oleoso na raiz e por isso busquei algum shampoo com maior potencial de limpeza. Realmente, ele faz muita espuma e limpa bem, porém, achei que ele resseca o cabelo. Além disso, o preço é bem salgado.
Preço: R$ 21,90 (250 ml)

4. Kanechom Low Poo – Esse sim, foi amor verdadeiro, amor eterno. Além de fazer uma espuma boa, limpar bem e não ressecar tanto, é sem dúvida o melhor custo-benefício de todos os que testei! O cheirinho é refrescante e bem gostosinho.
Preço: R$ 3,99 (350 ml)

5. Phytoervas Controle de Oleosidade – Pensando que o problema do outro Phytoervas seria o fato de ser antirresíduos, tentei dar outra chance para essa versão. Também faz uma espuma boa e tem bom poder de limpeza, mas resseca também e mantém o preço sem noção.
Preço: R$ 21,90 (250 ml)

6. Salon Line Tô de Cacho – Depois do Kanechom, esse é meu favorito, apesar de serem bem diferentes. Esse é bem hidratante, mas mesmo assim consegue limpar. Faz muita espuma e rende bastante.
Preço: R$ 9,99 (200 ml)

7. Salon Line SOS Bomba (Liberado) – Ele tinha tudo para ser tão bom quanto o da linha Tô de Cacho, porém, esse é exageradamente hidratante. A ponto de eu usar ele depois de outro shampoo e ter a sensação de ter “sujado” o cabelo de novo. Acho que pra quem tem o cabelo bem ressecado pode funcionar, mas pra mim não deu certo.
Preço: R$ 11,99 (300 ml)

condicionadores-final

1. Monange Hidratação Intensiva – Ele é bem grosso e realmente faz uma hidratação potente. No meu cabelo infelizmente pesou um pouco, por isso acabei deixando ele meio de lado, mas oferece um bom custo-benefício.
Preço: R$ 7,49 (350 ml)

2. Seda Recarga Natural Hidratação e Leveza – Cumpre exatamente o que promete, hidratando os fios sem pesar. Durante o dia, sentia meu cabelo com mais leveza e movimento. O cheiro é ótimo, bem fresh.
Preço: R$ 9,99 (325 ml)

3. Tressemmé Perfeitamente (Des)Arrumado – Meu queridinho dos condicionadores! ❤ Ele foi pensado exatamente para pessoas com cabelos ondulados que querem ganhar mais volume e definição. Deu super certo pra mim e o preço é ok pro tamanho do pote.
Preço: R$ 12,99 (400 ml)

4. Creme multifuncional Salon Line Multy – Esse produto pode ser usado de várias maneiras, como o próprio nome já diz: pré-shampoo, condicionador, co-wash, finalizador… Eu adoro usar como condicionador naquela parte mais próxima da raiz (mas não na raiz) e ao longo do comprimento, pois ele diminui o frizz consideravelmente.
Preço: R$ 5,99 (300 ml)

5. Creme multifuncional Yamasterol Babosa e D-Pantenol – Ele tem as mesmas funções do Multy, porém acho ele mais ralo e um pouco menos potente. 
Preço:
R$ 6,99 (320 ml)

6. Creme multifuncional Yamasterol Queratina – Mais um multifuncional, porém esse foi o que menos gostei. Achei ele mais ralo que os demais, ou seja, precisava passar bem mais produto se quisesse ter um bom resultado. Pra mim, não valeu a pena.
Preço: R$ 4,99 (200 ml)

tratamentos-final

1. Creme de Tratamento Tressemmé Detox Capilar – Usei só esse creme de tratamento durante quase o ano todo. Ele é bem espesso e potente, o que faz com que o cabelo derreta e fique bem molinho!
Preço: R$ 16,99 (400 ml)

2. Óleo de Coco Copra Extra-Virgem – Foi meu primeiro contato com o tão famoso óleo de coco, e confesso que no começo achei um pouco estranho. Ele é bem potente, então é preciso tomar cuidado para não pesar os fios. Usei para umectação e para batizar máscara de hidratação e achei que cumpriu muito bem o seu papel. Uma pena ser tão caro.
Preço: R$ 24,50 (200 ml)

3. Creme de tratamento Monange Reconstrutor – É um bom creme de tratamento, mas não faz nada de mais. Gosto mais do resultado quando batizo com algum outro ativo (óleo de coco, queratina, bepantol).
Preço: R$ 7,99 (300 ml)

4. Vinagre de Maçã Artezana – Gostei do resultado, apesar de não ser nada milagroso. Por ser ácido, dá uma selada nos fios e por isso o cabelo fica com uma aparência melhor, mas não dura muito. Eu misturo com água e aplico com um borrifador, depois do condicionador, e enxáguo em seguida. O cheiro é de vinagre, mas não fixa nos fios.
Preço: R$ 12,00 (500 ml)

5. Tônico Gota Dourada Fortalecimento de Cabelos – Essa foi a maior decepção que já tive no mundo dos cosméticos! Ouvia muita gente falar bem, mas na primeira vez que usei meu couro cabeludo começou a coçar e arder loucamente. Além disso, sério, tem um futum de alho tão grande que fica impossível usar! Dinheiro jogado fora :/
Preço:
R$ 6,99 (100 ml)

6. Queratina Líquida Termo Ativada By Rede – Gostei muito do resultado, principalmente no início da técnica, quando meu cabelo estava mais fragilizado. Eu normalmente batizo uma máscara de tratamento com ela e, após o banho, seco os cabelos com secador para ativar a queratina. O cabelo fica macio e sedoso.
Preço: R$ 8,99 (120 ml)

7. Óleo de Coco Tô de Cacho para umectação – Bem parecido com o da Copra, porém acho ele um menos oleoso e, talvez por isso, um pouco menos potente. Mas cumpre super bem o papel de nutrir os fios, além de ser super cheiroso!
Preço: R$ 11,99 (100 ml)

finalizadores-final

1. Creme para pentear Cachos dos Sonhos – Foi graças a ele que eu consegui ganhar mais definição nas ondas pela primeira vez. Acho que nunca na minha vida consegui acabar com um creme de pentear, mas ele já está quase no final, o que mostra que gostei de verdade. Hidrata e define na medida, sem pesar.
Preço: R$ 10,99 (300 ml)

2. Creme para pentear Monange Proteção Térmica – Quando eu ainda não tinha aprendido a definir as ondas, costumava usar muito secador e chapinha, por isso escolhi um creme que tivesse proteção térmica. Fora isso, ele hidrata bem e não pesa nos fios, além de ter o cheiro mais maravilhoso de produtos pra cabelo que já usei em toda a minha vida.
Preço: R$ 5,99 (300 ml)

3. Gel Day After Tô de Cacho – Na busca por uma maior definição e um efeito mais duradouro das ondas, usei algumas vezes daqueles géis comuns de fixação, porém as pontas ficavam bem ressecadas. Esse problema acabou quando comecei a usar o gel de day after (eu não uso no day after, e sim misturado ao creme de pentear).
Preço: R$ 10,99 (300 ml)

4. Óleo finalizador de Argan By Rede – Eu amo esse óleo, acho que não fica devendo em nada para produtos similares mais caros, como os da Garnier e Elsève. Acho que cumpre muito bem o papel de selar as pontinhas e dar uma força na nutrição dos fios. Tem um cheiro meio estranho, de perfume masculino, mas não me incomoda.
Preço: R$ 13,99 (60 ml)

Conclusões finais

Durante esse um ano, mergulhei fundo na técnica de Low Poo, pesquisei, li muitos rótulos, troquei ideias com outras adeptas, testei produtos, enfim, usei e abusei, por isso consigo avaliar com mais clareza a experiência.

Acho muito válido conhecer um pouco mais e ter crítica a respeito dos produtos químicos que colocamos em contato com nosso organismo. Depois dessa experiência, não pretendo voltar a usar produtos com derivados de petróleo na fórmula, pois prefiro conhecer meus fios como eles realmente são, sem disfarces.

Porém, confesso: senti falta dos shampoos tradicionais, com sulfatos fortes, e de seu poder de limpeza. Para o meu cabelo, que é oleoso, é mais viável intercalar dois shampoos diferentes, um liberado e outro proibido. Assim, sinto que não acumulo sujeira e a sensação de limpeza dura mais.

Em resumo, gostei bastante da experiência. Hoje sou mais crítica em relação à composição dos produtos de cabelo que utilizo, porém não me sinto mais tão presa à técnica. Como tudo na vida, acho que o equilíbrio é o melhor caminho.

* Imagem retirada daqui

Anúncios

5 comentários sobre “Um ano de Low Poo: Minhas impressões

  1. Pingback: BEDA #15 – Minha experiência com cronograma capilar | Frugalidades

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s