Minha experiência com o coletor menstrual

Faz algum tempo que eu estava pensando em abrir mão dos absorventes tradicionais e mudar para o coletor menstrual, principalmente por ter lido muito sobre o assunto na internet, mas sempre rolava aquela pobreza preocupação: será que vou me adaptar?

Há cerca de dois meses, depois de ver um anúncio de promoção no Facebook, minha irmã disse que estava planejando comprar e me perguntou o que eu achava de comprar um kit (com 2 coletores) pra gente dividir. Topei, usei durante dois ciclos, e hoje venho contar para vocês como foi minha experiência.

O meu coletor é da marca Fleurity e o kit com 2 copinhos custou R$89,90 (ou seja, cada um saiu por R$44,95). Antes de usar, li algumas resenhas na internet e confesso que fiquei um pouco com medo porque diziam que ele é muito molinho, mas resolvi testar mesmo assim.

Minha primeira tentativa foi um fiasco. Não conseguia colocar e, quando consegui, ele não abriu. Não sei exatamente o que houve, mas tentei mais algumas vezes e aos poucos fui me adaptando. Ao contrário do que dizem, minha primeira impressão foi de muito incômodo, principalmente com o cabinho. Ao mesmo tempo, achei que o cabinho é útil na hora de retirar, então não pretendo cortar por enquanto.

Outro ponto negativo é que tive cólica durante todo o ciclo, o que não é comum para mim, e principalmente na hora de colocar e de tirar. Nos primeiros dias, ele vazou um pouco – bem pouquinho mesmo, mas nada que me incomodasse. Eu sempre lembrava que estava com ele, mas vamos combinar, com absorvente descartável também seria assim, né?

Depois de 2 dias, já estava bem adaptada. É tranquilo de tirar, inclusive em espaços menores (alô, banheiro da firma!), e higienizar. Eu troco a cada 12 horas, que é o recomendado, e achei bem de boa. Dá pra passar todo esse tempo e o copinho não enche (tenho um fluxo de médio a intenso).

Resumindo:

Pontos negativos:

  • Até eu pegar o jeito, foi muito difícil colocar
  • É bem menos prático que um absorvente descartável (tem que ferver antes e depois de cada ciclo, dá trabalho pra colocar, retirar e higienizar a cada troca)
  • Nada insuportável, mas é um pouco incômodo sim
  • Senti uma cólica leve durante todo o tempo, que ficava mais forte na hora de colocar e de tirar
  • Nos primeiros dias vazou um pouquinho
  • Dá vontade de cortar o cabinho, mas ele foi necessário na hora de retirar

Pontos positivos:

  • Reduzir o impacto ambiental, tanto da produção quanto do descarte de absorventes comuns
  • O preço é alto, mas se paga. Melhor pagar cerca de R$50,00 em um coletor que dura 10 anos (segundo o fabricante) do que gastar R$4,00 por pacote de absorventes descartáveis
  • O coletor permite conhecer melhor nosso próprio corpo
  • Achei tranquilo esvaziar, não faz sujeira
  • Ele segura 12 horas de fluxo tranquilamente, sem encher
  • É de silicone hipoalergênico, então o risco de infecção ou irritação é baixíssimo
  • Dá pra fazer malhar, correr, nadar sem se preocupar com sair do lugar
  • Não sei sobre as outras marcas, mas a Fleurity tem uma política de devolução que garante o reembolso do seu dinheiro caso você não se adapte

Conclusão: Como tudo na vida, tem vantagens e desvantagens. Não é o mar de rosas que eu ouvia falar, mas se você se preocupa com o meio ambiente e com o próprio bolso (eu espero que se preocupe), vale a pena testar! 😉

* Imagem: blog Coisas de Diva

Anúncios

8 comentários sobre “Minha experiência com o coletor menstrual

  1. Pingback: BEDA #4 – O que tem na minha bolsa? | Frugalidades

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s