Post convidado – 5 coisas que os cães me ensinaram

Me senti honrada por receber o convite da Mari para escrever no Frugalidades, mas fiquei mais honrada ainda ao saber que ela queria que eu escrevesse sobre cães. Isso é um segredo de estado: – bom, agora não é mais – mas eu costumo listar os cães que já passaram pela minha vida. Por quê? Porque amo cães e acho que eles realmente importam, importam mais até do que muita gente. Enfim… eu fazia isto principalmente antes de ter um cachorro, a Babalu, depois disto a lista só aumentou e ainda tenho um sonho secreto – bom, agora não é mais – de escrever um livro sobre estes cachorros, com cachorros para cachorros. Sério, é muito amor envolvido!

Hoje sou mãe de 2 lindos pretinhos, o Joey e o Luke, as coisas mais lindas do universo. Como não poderia deixar de ser, em todo relacionamento existe uma troca contínua, seja de carinhos, de energia, de cuidados, e, claro, de ensinamentos. Portanto, segue uma lista de coisas que aprendi com todos os cães maravilindos que já passaram pela minha vida e principalmente com a saudosa Babá, o Joey e o Luke.

Cães

1. Demonstre sua admiração e respeito por quem merece
É explicável o respeito dos cães por seus “donos”. Somos uma espécie de líder da matilha para eles, afinal, somos quem enche os potes de ração… Mas o que é inexplicável é como isso é natural e puro para os cães, não há inveja disfarçada ou puxa-saquismo na relação, apenas grande respeito e admiração.

Cães 2

2. Seja amigo em todas as horas
Um cão pode até não saber quando você está feliz, mas ele percebe quando você está triste. Ele está ao seu lado o tempo inteiro, mas quando você mais precisa, ele fica mais junto ainda. Ele te dá alento sem sequer saber o que é isso e não te cobra nada em troca.

Cães 3

3. Saiba receber carinho
O que mais admiro nos cães é que eles têm esse lado que muitos julgam “carente”, mas é tão bacana o simples fato de eles deixarem se acarinhar, de se envolver com o afeto. No final, acho que a humanidade precisa somente disso, de se deixar acarinhar, de deixar alguém coçar sua barriguinha. Por que? Porque é bom, porque relaxa, porque nos faz sentir bem, nos faz próximos. Será que precisamos de mais motivos?

Cães 4

4. Senso de moda
KKKKKKKK Só zoando. Mas acho que eles preferem ficar sem essas roupinhas estapafúrdias…

Cães 5

4. Ame as coisas boas que tem
Cães são simples. Dê água, comida e uma bolinha e eles lhe serão eternamente gratos. Eles não precisam mais que carinho um tempinho para brincar com eles, caminhar, cheirar, correr, entrar no brejo, rolar na grama. Eles não se importam se o brinquedo é uma bolinha nova ou amassada, se é um graveto, papel, nada disso, eles só querem brincar e serem felizes. Eles sempre amarão o pouco que têm, porque é exatamente o que eles precisam.

Cães 6

5. Brinque
Não importa se eles moram na rua, se têm ou não uma família, eles estão sempre felizes, correndo, brincando. A vida é dura, mas nem por isso tem que ser um porre! Se você entender a lição anterior, será capaz de realizar esta quinta lição sem pesar.

Cães 7

Ensinamento bônus:

6. Agility
Já tinha ouvido falar de Agility, mas só fui ter contato real com o esporte depois que o Joey entrou na minha vida, hoje ele está aposentado, mas deixou o legado para o Luke. No Agility aprendi a me divertir com e como o meu cão. Fiz muitas amizades e o mais importante, participamos de competições sem dar a mínima para ganhar, o prêmio aqui é diversão.

Cães 8

Para finalizar e resumir o amor que sentimos por essas criaturinhas e a forma mágica como eles retribuem existe esta tirinha aqui.  Sempre que a releio eu rio e choro. É simples como a vida.

* Juliana Faria é autora dos blogs congelados Perfeito é um Joelho Escalavrado e Legging Não é Roupa. Além disso, é minha querida irmã <3.

Anúncios

Casa arrumada (Lena Gino)

Casa de Taipa

Casa arrumada é assim: um lugar organizado, limpo, com espaço livre pra circulação e uma boa entrada de luz.
Mas casa, pra mim, tem que ser casa e não um centro cirúrgico, um cenário de novela.
Tem gente que gasta muito tempo limpando, esterelizando, ajeitando os móveis, afofando as almofadas…
Não, eu prefiro viver numa casa onde eu bato o olho e percebo logo: aqui tem vida…
Casa com vida, pra mim, é aquela em que os livros saem das prateleiras e os enfeites brincam de trocar de lugar.
Casa com vida tem fogão gasto pelo uso, pelo abuso das refeições fartas, que chamam todo mundo pra mesa da cozinha.
Sofá sem mancha? Tapete sem fio puxado? Mesa sem marca de copo? Tá na cara que é casa sem festa.
E se o piso não tem arranhão, é porque ali ninguém dança.
Casa com vida, pra mim, tem banheiro com vapor perfumado no meio da tarde.
Tem gaveta de entulho, daquelas que a gente guarda barbante, passaporte e vela de aniversário,tudo junto…
Casa com vida é aquela em que a gente entra e se sente bem vinda.
A que está sempre pronta pros amigos, pros netos, pros vizinhos…
E nos quartos, se possível, tem lençóis revirados por gente que brinca ou namora a qualquer hora do dia.
Casa com vida é aquela que a gente arruma pra ficar com a cara da gente.
Arrume a sua casa todos os dias…
Mas arrume de um jeito que lhe sobre tempo pra viver nela…
E reconhecer nela o seu lugar.

* Texto inspirador de autoria da Lena Gino e imagem retirada daqui

Inspirações – Quarto de casal

Como falei nesse post, uma das minhas metas para 2015 é morar com meu namorado, e agora a ideia está começando a tomar forma. Ao que tudo indica, ele vai se mudar para o meu apê em março (daqui a um mês só!). A pasta de inspirações no meu computador foi ganhando mais fotos com ideias de decoração para quartos de casal e hoje venho dividir algumas delas com vocês.

Inicialmente, havíamos pensado em um quarto com fundo branco (móveis, paredes, etc.) para que a cor fosse acrescentada nos detalhes (roupa de cama, quadros, enfeites, etc). Porém, mudei de ideia, rs. Agora estou gostando mais da ideia de um quarto com decoração rústica (e o boy aprovou!). Vamos a algumas fotos que separei, nessa pegada:

1

2

3

4

5
6
7

Algumas ideias que combinam bastante com o estilo rústico:

  • Móveis de madeira maciça: Esqueça aquele efeito laqueado dos móveis estilo Casas Bahia. Aqui ficam melhor os móveis de sucupira ou madeira de demolição, por exemplo.
  • Cadeiras ou banquetas ao invés de criados-mudos: Ideia super criativa para tirar a mesmice de dois criados-mudos, um de cada lado da cama.
  • Colcha de retalhos: Pode ser feita de retalhos de verdade ou ter uma estampa que imite patchwork
  • Manta de crochê: Fica um charme jogada sobre a cama ou poltrona, para dar um ar mais aconchegante
  • Tapete de tecelagem manual: Gosto daqueles bem coloridos ou com padronagens diferentes
  • Flores: Artificiais ou não, dão um charme a mais para a mesinha de cabeceira
  • Objetos de palha ou vime: Também têm pegada rústica e vão bem em qualquer ambiente
  • DIY: Quanto mais cara de “feito à mão”, melhor. Solte a criatividade em quadros, capas de almofadas, enfeites, etc.

À medida que formos decorando os outros cômodos da casa, trago mais inspirações de decor para vocês. 😉

* Imagens retiradas daqui: 1, 2, 3, 4, 5, 6 e 7

5 coisas que podemos aprender com os gatos

Para quem não sabe, tenho uma gata preta chamada Luna (minha filha) e uma “sobrinha” branca com manchinhas ruivas, a Nala, gata da minha irmã. Sou apaixonada por gatos e os considero alguns dos animais mais incríveis. Quem tem a oportunidade de conviver de perto com um desses bichanos consegue perceber algumas características admiráveis e que todos nós deveríamos adquirir

1. Curiosidade  CuriosidadeO ditado “a curiosidade matou o gato” reflete uma das características mais marcantes desses animais: eles não receiam o novo, pelo contrário, vão sempre em busca do desconhecido, procurando desvendá-lo. Gatos são ávidos por novidades e quando veem algo que não conhecem, mesmo que sintam medo, geralmente não resistem e vão fuçar para descobrir do que se trata. Para nós, é claro, cabe a reflexão antes de nos jogarmos em algo que pode ser perigoso. Mas por outro lado, por que não incorporar esse espírito curioso e inventivo em nosso dia-a-dia?

2. Elegância ElegânciaNão apenas os gatos, mas os felinos em geral são animais extremamente elegantes na forma como andam, comem, bebem água, tomam banho de língua, etc. É impressionante como as pequenas aqui em casa conseguem subir em móveis cheios de objetos em cima e se desviarem majestosamente, sem derrubar nada! Também podemos aprender esse dom com nossos amigos. Gatos não fazem escândalo por qualquer coisa, eles simplesmente se desviam dos obstáculos sem perder a elegância e geralmente atingem seus objetivos com tranquilidade.

3. Sutileza SutilezaQuem cai na armadilha de comparar gatos e cachorros (o que não pretendo fazer aqui, pois amo ambos igualmente ❤ ) geralmente afirma que “gatos são mais egoístas, menos carinhosos, mais interesseiros, blá blá blá”. Bobagem. A grande verdade é que gatos são mais sutis, e podem, sim, ser amistosos e carinhosos, porém à sua própria maneira. Eles são independentes e geralmente gostam de passar horas sozinhos, mas nem por isso são menos amorosos. Não espere uma recepção calorosa quando você voltar do trabalho, mas pode ter certeza que em cada esfregadela, ainda que sutil, há um gesto bem sincero de carinho. Isso me faz pensar, será que é necessário fazer estardalhaço de tudo o que sentimos? Não seria melhor dividir nossos sentimentos apenas com aqueles que realmente confiamos, em gestos sutis e singelos?

4. Coragem AutoconfiançaGatos são corajosos e destemidos. Caçadores natos, são capazes de dar botes certeiros e pegar suas presas desprevenidas. Sabe aquela barata cascuda e voadora da qual você sai correndo assim que vê? Então, eles enfrentam sem medo algum. E não é só porque seus alvos principais são animais menores, pois existem diversos vídeos no youtube que mostram gatos enfrentando cachorros enormes, cobras e até jacarés! Fato é que eles têm forte espírito de luta e estão dispostos a brigar com unhas e dentes (literalmente!) por seus objetivos. Podemos nos inspirar nos gatos quando temos algum obstáculo difícil à nossa frente, pois o passo inicial para conquistar o que queremos é justamente ter coragem e autoconfiança para vencer nossos medos.

5. Simplicidade SimplicidadeQuem tem gato sabe: você pode comprar um arranhador de três andares, caríssimo e cheio de frufrus, ou um brinquedo em forma de ratinho com plumas, colorido e que pisca, mas nada nesse mundo será tão divertido para os bichanos quanto uma simples bolinha de papel amassado, uma caixa de papelão velha ou um novelo de lã. Eu me arrisco a dizer que eles têm um pé (pata?) no minimalismo, pois sabem como ninguém tirar proveito de coisas simples e geralmente se divertem com o que têm. Gatos são criaturinhas realmente fantásticas, mas geralmente julgadas erroneamente. Podem ser ótima companhia para pessoas que levam uma vida corrida e que precisam de um animalzinho de estimação mais independente. E você, tá esperando o quê para se encantar (e se inspirar!) com o jeitinho simples, fofo e discreto desses felpudos? ❤

* Imagens retiradas daqui, daqui, daqui, daqui e daqui.