#GIRLBOSS e sua importância para o mundo dos negócios

5 Coisas que aprendi com girl boss

Ontem passei por uma experiência curiosa: navegando pela seção de negócios no site de uma livraria, me deparei com livros que contam sobre a vida e a carreira de diversos empreendedores e executivos bem sucedidos (Jack Welch, Steve Jobs, Neil Patel, Elon Musk, Jeff Bezos, Warren Buffet, Jorge Paulo Lemann, enfim, eu poderia ficar aqui por dias só citando nomes). Porém, entre tantos best sellers sobre homens de sucesso, uma única mulher: Sophia Amoruso e seu livro #GIRLBOSS.

Quem, assim como eu, está inserido nesse meio de startups e empreendedorismo provavelmente já se acostumou a ouvir sobre esses nomes e até mesmo suas histórias. Mas isso sempre me inquietou: será que não há nenhuma CEO ou fundadora cuja trajetória mereça ser contada? Ou será que, por serem mulheres, as editoras não querem contar essas histórias?

Já falei aqui que li o livro “Sonho Grande”, biografia de Jorge Paulo Lemann, Marcel Telles e Beto Sicupira, e não gostei. Nesse livro, as personagens femininas nem sequer têm nome (a não ser as esposas e filhas dos empresários), quem dirá voz. Aquilo me incomodou profundamente. Não consigo me identificar com esses caras, a história de vida deles não tem nada a ver com a minha. Foi então que, depois de muito ouvir falar sobre o livro, resolvi comprar #GIRLBOSS, autobiografia da já citada Sophia Amoruso e que conta sua trajetória desde que era uma garota-problema na adolescência até se tornar CEO de uma empresa que vale 100 milhões de dólares.

Sério, além de ser um dos livros mais inspiradores que eu já li, o grande diferencial de #GIRLBOSS é mostrar que qualquer mulher pode se destacar na carreira que escolheu, sendo responsável por seu próprio sucesso. À medida que eu ia avançando nas páginas, parece que a ficha ia caindo cada vez mais: “Ei, eu também posso fazer isso!”, “Putz, que dica legal!”, “meu Deus, isso é muito eu”. Relembrando essas sensações que tive quando li o livro, somado à experiência curiosa que tive no site da livraria, tive esse estalo: #GIRLBOSS é uma ilha de protagonismo feminino em um mar de livros de negócios feitos para homens.

É óbvio que mulheres também podem ler biografias de empreendedores e CEOs homens e tirar insights relevantes para suas carreiras. Mas #GIRLBOSS vai além, e por isso é tão inspirador para a mulher que o lê: porque gera identificação. Porque mostra uma mulher como protagonista de sua própria história, com os erros e acertos que isso possa trazer. Porque diz que está tudo bem ser ambiciosa, querer crescer profissionalmente, mirar o primeiro lugar. Falar sobre trabalho, carreira, dinheiro e sucesso especificamente para o público feminino é importante sim, é empoderador sim, pois ajuda a quebrar anos de uma doutrinação que diz que lugar de mulher é cuidando da casa, na cozinha. Não é. Lugar de mulher é onde ela quiser – de preferência, no topo.

* Imagem: blog Morando Sozinha

Anúncios

Leituras da semana

Laptop

Neste espaço eu compartilho com vocês alguns links e postagens interessantes que li durante a semana:

♥ Wallpapers lindos para baixar no celular

♥ Conselhos para quem tem 20 e poucos anos

♥ Como adquirir hábitos com ajuda dos lembretes de celular

♥ Empatia é ouvir e aprender com a luta do outro

♥ Ser nerd pode ser um diferencial na carreira

* Imagem retirada daqui

TAG – Problemas de um leitor

Books

Vi essa TAG no blog da Camila e achei que seria divertido responder. Não é segredo para ninguém que eu ❤ ler, acho que desde que aprendi a juntar as sílabas para formar palavras. Lembro que eu era uma das únicas da minha sala que gostava de ir à biblioteca toda semana, enquanto os outros faziam só por obrigação (valia ponto fazer resumo dos livros lidos). Mas tenho muitas manias para ler e hoje venho dividir meus hábitos de leitura com vocês:

1. Você tem 20 mil livros para ler. Como você decide o que vai ler?
20 mil livros?? Logo imaginei uma biblioteca tão imensa quanto a do castelo de A Bela e a Fera, haha. Eu escolheria com base no meu “momento”. Às vezes tô afim de uma leitura mais densa, que me faça pensar sério sobre alguma coisa, mas em outros momentos quero uma leitura mais leve e despreocupada, então depende. Em geral analiso em que fase eu estou e aí escolho algum livro que eu acho que se aproxima mais dela.

2. Você está no meio de um livro, mas não está gostando. Você para ou continua?
Não continuo, haha! Não vejo sentido em continuar gastando meu tempo em algo que não me acrescenta nada. Sendo assim, se a história já está na metade e ainda não me cativou, normalmente desisto do livro.

3. O fim do ano está chegando e você está perto, mas não tão perto de finalizar sua meta de leitura. O que você pretende fazer e como?
Eu sempre traço metas de leitura no início do ano e procuro ir administrando ao longo dos meses para conseguir cumpri-la. Caso eu deixe acumular mais para o final, procuro acelerar o ritmo (ler mais páginas por dia, por exemplo) e escolher leituras mais leves, que normalmente leio com mais rapidez do que os livros mais “cabeça”. Mas não é uma preocupação tão grande, sabe? Se acontecer de não conseguir cumprir minha meta, sem drama.

4. As capas de uma série que você ama são horríveis! Como você lida com isso?
Não sou muito de ler séries, a única que li completa até hoje foi Feios (e as capas são lindas!). Mas sei lá, acho que não me importaria muito… Se eu não conhecesse a série, talvez a capa feia não me chamaria a atenção, mas uma vez que eu já conheço e gosto, não ligo para a capa. Ah, e apesar de preferir as capas combinando, acho que não me importaria de ter uma série de livros com capas diferentes entre si.

5. Todo mundo, incluindo sua mãe, gosta de livros que você não gosta. Como você compartilha esses sentimentos?
Normal, já estou super acostumada. Sou meio “do contra” e geralmente se todo mundo está gostando de determinado livro/série, é provável que eu não vá gostar, rs. Já tentei ler Harry Potter, Crepúsculo, 50 Tons de Cinza, os do Nicholas Sparks, enfim, os best sellers, mas nenhum me agradou…

6. Você está lendo um livro e você está prestes a começar a chorar em público. Como você lida com isso?
Não consigo evitar, acabo chorando mesmo. Não me lembro de isso ter acontecido enquanto lia em público, mas já chorei altas vezes ouvindo música, pensando na vida… hahah Devo ser a chorona do busão.

7. A sequência do livro que você ama acabou de sair, mas você esqueceu parte da história anterior. Você lê o anterior novamente? Pula para a sequência? Lê uma sinopse ou resenha? Chora de frustração?!
Que preguiça, não leria de novo, não. O que eu poderia fazer seria reler a sinopse ou a contra-capa do livro para relembrar a história e, quanto aos detalhes que ficarem faltando, vou me virando enquanto leio a sequência.

8. Você não quer que ninguém, NINGUÉM, pegue seus livros emprestados. Como você educadamente diz às pessoas NÃO quando eles perguntam?
É simples, eu conto uma história real que aconteceu comigo há uns anos: emprestei meu livro favorito para uma colega da escola, e alguns meses depois ela me devolve o bendito todo estranho e enrugado (sabe quando a gente molha o papel e deixa secar?). O livro devia estar duas vezes mais grosso de tanto que o papel estufou, juro! Ela pediu desculpas pelo estado do livro, mas não deu detalhes do que aconteceu e nem se propôs a comprar um novo. Fiquei com tanta raiva que desde então nunca mais emprestei livros para pessoas em quem eu não confiasse. Mas voltando à pergunta, se alguém me pedir emprestado eu invento uma desculpa qualquer, falo que já está com outra pessoa e deixo pra lá.

9. Déficit de Atenção. Você não conseguiu ler os livros que queria no último mês. O que você faz para voltar a ler mais?
Em geral, se é algo que quero retomar mesmo, estabeleço uma meta de páginas para ler por dia e me esforço para cumprir. Se o problema é dificuldade de atenção, procuro ler em horários e locais mais calmos, nos quais eu consiga me concentrar melhor.

10. Há muitos livros novos que foram lançados e que você está morrendo de vontade de ler! Quantos deles você realmente compra?
Hoje em dia, quase nenhum. Em geral prefiro comprar livros que eu já tenha lido e que sei que vou querer reler um dia, ou então se estiverem em uma MEGA promoção. Do contrário, prefiro baixar o livro e ler no celular. Se gostar da história, aí sim avalio a possibilidade de comprar.

11. Depois de ter comprado os novos livros que você tanto queria, quanto tempo eles ficam em sua prateleira antes de você realmente ler?
Pois é, isso é um problema. Às vezes compro livros quando estou com muita vontade de ler, mas depois, por algum motivo essa vontade passa (ou mudo de “fase”, querendo ler outros tipos de coisas). Aí os livros vão ficando até que eu me sinta novamente com vontade de lê-los. Por isso tenho adotado a ideia de “ler antes, comprar depois”. Afinal de contas, deletar um arquivo é melhor do que gastar dinheiro e manter ocupando espaço na estante um livro que eu nem sei se vou gostar.

Adorei essa tag e fiquei super curiosa para descobrir os hábitos e manias de leitura das pessoas. Sintam-se à vontade para responderem também 🙂

Leituras da semana

LaptopNeste espaço eu compartilho com vocês alguns links e postagens interessantes que li durante a semana:

♥ Ideias para um guarda-roupas minimalista

♥ Sobre o momento atual no país

♥ Vai morar junto com o mozão? Dicas para não dar briga na decoração

♥ Lições que podemos aprender com os cães

♥ Guia para a prática de mindfullness

* Imagem retirada daqui

Leituras da semana

7

Neste espaço eu compartilho com vocês alguns links e postagens interessantes que li durante a semana:

♥ Manifesto por um mundo menos babaca

♥ Lições de carreira que podemos aprender com “O Diabo Veste Prada”

Sobre privilégios e meritocracia

♥ O que é um blog “profissional” para você?

Você se transforma

* Imagem retirada daqui

Leituras da semana

6

Neste espaço eu compartilho com vocês alguns links e postagens interessantes que li durante a semana:

♥ Por que estamos frustrados profissionalmente?

♥ A sociedade e os padrões de beleza impostos por ela

♥ Você dá ouvidos aos sinais que recebe do universo?

♥ 5 atitudes para melhorar sua vida hoje

♥ O sofrimento por trás da felicidade

♥ Não deixe que os imprevistos definam quem você é

♥ Dicas de como preparar uma palestra

♥ A importância da empatia no feminismo

* Imagem retirada daqui