Como foi meu 2015 + metas para 2016

2016

2015 foi um ano muito difícil para mim, com muitos desafios e dificuldades (em diversos âmbitos da minha vida). No final de 2014, eu havia sido demitida da empresa onde trabalhava e, logo em janeiro, já senti o peso que era, para mim, estar sem trabalho. Fiz uns freelas temporariamente e, em fevereiro, consegui outro emprego. Porém, ao invés de ter sido algo bom como era de se esperar, esta se tornou a pior experiência de todo o ano. Para não me estender muito, digo apenas que era um ambiente muito tóxico, no qual entrei em contato com o pior que existe em mim e nas outras pessoas.

Como refleti nesse post, o trabalho é – e sempre foi – o aspecto mais importante da minha vida, ao qual me dedico e invisto mais de mim. Por isso, estar insatisfeita com minha vida profissional foi algo que me prejudicou nos demais aspectos da minha vida. O desgaste mental era tanto, eu chegava em casa tão esgotada, que não conseguia reunir forças para quase mais nada. Aquela situação estava tão desalinhada com meus objetivos de vida que, em meados de junho, comecei um plano para pedir demissão. Felizmente, em julho, fui aprovada no processo seletivo de uma startup (muito mais próxima do meu modelo de “empresa dos sonhos”) e as coisas finalmente começaram a entrar nos eixos.

Além das reviravoltas profissionais, 2015 foi um ano que trouxe diversas outras mudanças (a maioria boa, felizmente). Em março, meu namorado veio morar comigo e isso demandou uma adaptação (tanto minha, quanto dele) muito grande. Apesar disso, sinto que nossa relação ficou mais forte e, de modo geral, tem sido ótimo! Em junho, também fiz uma viagem que mudou muitas coisas internamente em mim, além de ter me aproximado mais da minha família.

Em julho consultei uma nutricionista e comecei uma mudança na minha alimentação, tornando-a mais saudável. Em agosto, estabeleci uma rotina que inclui mais cuidados com a pele. Em setembro, comecei a loucura que são os preparativos para mudar de casa e, em outubro, já estava no novo apartamento. Nos meses seguintes, como ainda estávamos nos adaptando a nova casa, arrumando tudo, destralhando, etc., somado ao quanto meu trabalho estava exigido de mim (ainda está, mas trabalhar com propósito faz toda a diferença), acabei me desleixando. Deixei a preguiça tomar conta, me alimentei mal e infelizmente me afastei um pouco do blog. Porém, acredito que o ritual de passagem do ano tem o poder de trazer aquela motivação extra e energia que nos falta, por isso hoje trago para vocês as atividades que desejo retomar e as metas que quero concluir no próximo ano.

Em resumo, em 2015 eu:

  • Mudei de emprego duas vezes
  • Consegui algo muito próximo do meu “trabalho dos sonhos”
  • Me engajei em diversas causas nas quais acredito
  • Entrei em contato com o feminismo
  • Engordei muito
  • Dei os primeiros passos para uma reeducação alimentar
  • Fui morar com o ‘namorido’
  • Melhorei minha relação com família, amigos e namorado
  • Li bons livros
  • Me tornei muito mais sociável e menos tímida
  • Mudei de apartamento
  • Parei de tomar a bomba de hormônios que é a pílula anticoncepcional
  • Estabeleci metas e me esforcei para cumpri-las

Minhas metas e objetivos para 2016:

  • Voltar a ter uma alimentação saudável e adotar uma rotina de exercícios físicos
  • Cuidar mais de mim e me sentir bem com o que vejo no espelho
  • Conhecer e prestar mais atenção no meu corpo
  • Ser mais segura e autoconfiante
  • Parar de roer unhas
  • Ler no mínimo 10 livros
  • Fazer mais uma tatuagem
  • Ser mais organizada com as finanças e guardar dinheiro
  • Meditar mais e praticar mindfullness
  • Ser reconhecida como uma boa profissional
  • Estabelecer metas para cada mês e cumpri-las
  • Ser mais feliz

Pode vir, 2016! Já estou pronta 😉

* Imagem retirada daqui

Status: Metas do mês – Julho

Metas

Julho foi um mês muito conturbado e atípico, com muitas mudanças e novidades. Por isso, algumas vezes precisei mudar os planos e infelizmente não consegui cumprir todas as metas. Apesar disso, considero ter tido um mês muito produtivo:

♥ Tomar no mínimo 2 litros de água todo dia – 🙂 Yaaay, finalmente consegui colocar essa meta em prática! Antes eu tinha o costume de tomar água somente quando estivesse com muita sede, o que é péssimo. Agora deixo um copo de 500ml sempre na minha mesa de trabalho e tenho me policiado para enchê-lo (e esvaziá-lo) quatro vezes por dia.

♥ Fazer um check-up e colocar consultas médicas em dia – 🙂 Outra meta que vinha adiando há séculos e que finalmente consegui cumprir! Fiz exame de sangue, fui ao dermatologista, nutricionista e só não fui à ginecologista porque o pessoal do consultório ligou desmarcando (ainda não consegui outra data, mas vou providenciar).

♥ Melhorar minha alimentação – 🙂 Como comentei com vocês, estou seguindo a dieta recomendada pela nutricionista (já fiz um post sobre isso, aqui). Reduzi consideravelmente as quantidades das refeições e também estou aprendendo a fazer escolhas melhores.

♥ Terminar de ler o 6º livro do ano – 🙂 Apesar de não ter lido tanto quanto gostaria, se continuar nesse ritmo acho que consigo cumprir (quem sabe até superar) a meta de livros lidos em 2015. Terminei de ler “Ostra feliz não faz pérola”, do Rubem Alves e, gente, quanta lindeza! Com certeza lerei mais Rubem Alves daqui para a frente.

♥ Fazer terapia toda semana 😐 Considero ter cumprido em parte. Comecei a terapia em junho e estava fazendo uma vez por semana, sem falta. Porém, depois de um tempo decidi que não estava tendo o resultado que esperava (no início me ajudou muito, mas depois perdeu o sentido) e por isso resolvi parar. Pode ser que no futuro eu mude de ideia, mas por enquanto não vou voltar.

♥ Repensar meus objetivos profissionais – 🙂 Pensei, repensei, pensei de novo… Se tem uma coisa que eu fiz esse mês foi repensar meus objetivos profissionais, hahah! Resumidamente, estava muito infeliz no meu trabalho e comecei a fazer planos para me desligar da empresa (também falei sobre isso aqui). Nada podia ter dado mais certo: recebi uma proposta de outra empresa e comecei no dia 20/07. Estou super feliz! 😀

♥ Montar e organizar painéis de inspiração no Pinterest – 🙂 Eu gosto muito de fuçar a internet em busca de inspirações (looks, decoração, organização, etc.) e vi no Pinterest uma oportunidade de centralizar tudo isso em um só local. Por enquanto tenho 7 painéis e continuo coletando ideias. Para quem não conhece ou não usa muito o site, recomendo!

♥ Meditar todos os dias e praticar mindfullness – 😦 Essa é a meta que eu mais gostaria de ter cumprido, porém não consegui me organizar para colocá-la em prática. Minha ideia era meditar todos os dias depois de chegar do trabalho e colorir um pouco o livro “Floresta Encantada” enquanto praticava mindfullness. Nos primeiros dias até consegui, mas depois o cansaço era tão grande que depois de chegar em casa eu só conseguia tomar um banho e dormir. Enfim, desculpas à parte, infelizmente não cumpri. Fuén!

Julho já está acabando e, apesar de ter sido um mês agitado, sinto que muitas coisas que estavam “emperradas” na minha vida finalmente aconteceram. Que venha agosto e, com ele, mais realizações!

Metas do mês – Julho

Metas

Não sei vocês, mas eu estou adorando o fato de 2015 estar passando tão rápido. Já passamos da metade do ano e agora já é hora de acelerar o ritmo para cumprir as metas-macro que defini no início de 2015. No mês de julho, eu pretendo:

♥ Tomar no mínimo 2 litros de água todo dia
♥ Fazer um check-up e colocar consultas médicas em dia
♥ Melhorar minha alimentação
♥ Terminar de ler o 6º livro do ano
♥ Fazer terapia toda semana
♥ Repensar meus objetivos profissionais
♥ Montar e organizar painéis de inspiração no Pinterest
♥ Meditar todos os dias e praticar mindfullness

E vocês? Já definiram as metas para o mês que está começando? #vamoquevamo 😉

* Imagem retirada daqui

Status: Metas do mês – Junho

metas-2015-a

Mais um mês se passou e agora, oficialmente, passamos da metade do ano. É hora de avaliar como foi o andamento das metas do mês de junho:

Destralhar a área de serviço (também conhecida como quartinho da bagunça) – 🙂 Ufa, consegui (com a ajuda do namorido)! Ao lado da área de serviço nós temos um ~quartinho de empregada~ (eu abomino essa expressão) onde guardamos produtos de limpeza e diversas outras tralhas. Quer dizer, agora as tralhas saíram! Jogamos fora tudo que não tinha utilidade (caixas vazias, produtos vencidos, uma lata de tinta que já estava ressecada e não prestaria mais, etc.), sem dó. Ainda falta organizar melhor os objetos que ficaram, mas pelo menos agora temos espaço para circular lá dentro…

♥ Receber amigos em casa – 😐 Amigos nós acabamos não recebendo, porém minha família veio me visitar mais de uma vez. Ainda estamos aprendendo a ser anfitriões, mas sinto que podemos nos esforçar mais.

♥ Viajar com a minha família (yaaay!) – 🙂 Como contei aqui, fiz uma viagem em família para São João Del Rey e Tiradentes que não poderia ter sido melhor! É muito bom poder curtir esses momentos com quem a gente ama, inclusive passei a valorizar mais certas coisas que antes não dava tanta bola.

♥ Seguir calendário editorial do blog – 🙂 Também estou aprendendo a me organizar para fazer uma programação de posts ao longo do mês, mas considero ter alcançado essa meta. Só não postei durante a viagem, já que o propósito era mesmo me desconectar, mas consegui postar cerca de três vezes por semana. Tenho muito carinho por esse espaço e pretendo me dedicar cada vez mais!

♥ Atualizar meu “inventário” de roupas e identificar quais peças preciso comprar – 😐 Sinceramente, não abri meu inventário de roupas (uma planilha no Excel onde listo todas as peças que possuo), que com certeza deve estar desatualizado. Porém, como algumas peças precisaram ser substituídas, comprei as que precisava com mais urgência. Apesar de emergenciais, as compras foram conscientes e responsáveis. Mas ainda preciso rever e atualizar o inventário.

♥ Comer junk food no máximo uma vez por semana – 😦 #fail Gente, eu sei que é uma desculpa mais que esfarrapada, mas com essa minha vida corrida fica muito complicado cozinhar todos os dias! Pelo menos consegui separar os alimentos em porções individuais para levar na ~marmita~ durante a semana, inclusive salada. Agora preciso me esforçar mais para planejar as refeições à noite, para não precisar recorrer à junk food.

♥ Começar (e terminar) de ler o 6º livro do ano – 😐 Eu juro que me esforcei, mas escolhi um livro muito grande para ler (Ostra Feliz Não Faz Pérola, do Rubem Alves) e ainda não consegui chegar nem na metade… Logo, cumpri só parte da meta (começar a ler). Ainda não consegui ter uma opinião completa sobre o livro, alguns textos são muito inspiradores, mas outros não me cativaram tanto, por isso a leitura não me prendeu. Espero conseguir terminar ainda em julho.

Apesar de não ter cumprido todas as metas plenamente, acho que o saldo foi positivo. Agora é traçar as metas para o próximo mês e continuar firme e forte para cumprir todos os objetivos! 😉

Post convidado – 5 coisas que os cães me ensinaram

Me senti honrada por receber o convite da Mari para escrever no Frugalidades, mas fiquei mais honrada ainda ao saber que ela queria que eu escrevesse sobre cães. Isso é um segredo de estado: – bom, agora não é mais – mas eu costumo listar os cães que já passaram pela minha vida. Por quê? Porque amo cães e acho que eles realmente importam, importam mais até do que muita gente. Enfim… eu fazia isto principalmente antes de ter um cachorro, a Babalu, depois disto a lista só aumentou e ainda tenho um sonho secreto – bom, agora não é mais – de escrever um livro sobre estes cachorros, com cachorros para cachorros. Sério, é muito amor envolvido!

Hoje sou mãe de 2 lindos pretinhos, o Joey e o Luke, as coisas mais lindas do universo. Como não poderia deixar de ser, em todo relacionamento existe uma troca contínua, seja de carinhos, de energia, de cuidados, e, claro, de ensinamentos. Portanto, segue uma lista de coisas que aprendi com todos os cães maravilindos que já passaram pela minha vida e principalmente com a saudosa Babá, o Joey e o Luke.

Cães

1. Demonstre sua admiração e respeito por quem merece
É explicável o respeito dos cães por seus “donos”. Somos uma espécie de líder da matilha para eles, afinal, somos quem enche os potes de ração… Mas o que é inexplicável é como isso é natural e puro para os cães, não há inveja disfarçada ou puxa-saquismo na relação, apenas grande respeito e admiração.

Cães 2

2. Seja amigo em todas as horas
Um cão pode até não saber quando você está feliz, mas ele percebe quando você está triste. Ele está ao seu lado o tempo inteiro, mas quando você mais precisa, ele fica mais junto ainda. Ele te dá alento sem sequer saber o que é isso e não te cobra nada em troca.

Cães 3

3. Saiba receber carinho
O que mais admiro nos cães é que eles têm esse lado que muitos julgam “carente”, mas é tão bacana o simples fato de eles deixarem se acarinhar, de se envolver com o afeto. No final, acho que a humanidade precisa somente disso, de se deixar acarinhar, de deixar alguém coçar sua barriguinha. Por que? Porque é bom, porque relaxa, porque nos faz sentir bem, nos faz próximos. Será que precisamos de mais motivos?

Cães 4

4. Senso de moda
KKKKKKKK Só zoando. Mas acho que eles preferem ficar sem essas roupinhas estapafúrdias…

Cães 5

4. Ame as coisas boas que tem
Cães são simples. Dê água, comida e uma bolinha e eles lhe serão eternamente gratos. Eles não precisam mais que carinho um tempinho para brincar com eles, caminhar, cheirar, correr, entrar no brejo, rolar na grama. Eles não se importam se o brinquedo é uma bolinha nova ou amassada, se é um graveto, papel, nada disso, eles só querem brincar e serem felizes. Eles sempre amarão o pouco que têm, porque é exatamente o que eles precisam.

Cães 6

5. Brinque
Não importa se eles moram na rua, se têm ou não uma família, eles estão sempre felizes, correndo, brincando. A vida é dura, mas nem por isso tem que ser um porre! Se você entender a lição anterior, será capaz de realizar esta quinta lição sem pesar.

Cães 7

Ensinamento bônus:

6. Agility
Já tinha ouvido falar de Agility, mas só fui ter contato real com o esporte depois que o Joey entrou na minha vida, hoje ele está aposentado, mas deixou o legado para o Luke. No Agility aprendi a me divertir com e como o meu cão. Fiz muitas amizades e o mais importante, participamos de competições sem dar a mínima para ganhar, o prêmio aqui é diversão.

Cães 8

Para finalizar e resumir o amor que sentimos por essas criaturinhas e a forma mágica como eles retribuem existe esta tirinha aqui.  Sempre que a releio eu rio e choro. É simples como a vida.

* Juliana Faria é autora dos blogs congelados Perfeito é um Joelho Escalavrado e Legging Não é Roupa. Além disso, é minha querida irmã <3.

Metas do mês – Junho

metas-2015-a

 

O que dizer desse ano que mal começou e já está chegando na metade? Já estamos em junho, o que significa que ainda temos mais sete meses para cumprirmos todas as metas de 2015. No mês de junho, eu pretendo:

♥ Destralhar a área de serviço (também conhecida como quartinho da bagunça)
♥ Receber amigos em casa
♥ Viajar com a minha família (yaaay!)
♥ Seguir calendário editorial do blog
♥ Atualizar meu “inventário” de roupas e identificar quais peças preciso comprar
♥ Comer junk food no máximo uma vez por semana
♥ Começar (e terminar) de ler o 6º livro do ano

São muitas metas, mas com determinação acho que consigo cumprir todas tranquilamente. 🙂

50 coisas que me fazem feliz

As melhores coisas

 

Inspirada por esse post da Stephanie, resolvi listar 50 coisas que me fazem feliz (e que não são coisas). Vamos a elas:

• Vento fresquinho em um dia quente
• Cheiro de roupa limpa
• Não precisar sair e poder ficar em casa o dia todo
• Cantar
• Fazer meus amigos rirem com alguma bobagem que eu falei
• Ficar de conchinha fazendo cafuné
• Barulho suave de chuva na hora de dormir
• Conversar e ouvir histórias da minha mãe
• Ver o nascer e o por do sol
• Em dias frios, esquentar as mãos com o vapor que sai da água fervendo para o café
• O cheiro do café recém passado que fica pela casa
• Comer o meu prato preferido que minha mãe faz
• Um pote de Nutella só meu
• Pisar na areia da praia naquela parte perto do mar, onde o pé afunda
• Ver arco-íris no céu
• Ter a sensação de “ondinhas” no corpo depois de passar um dia na piscina
• Beijos na testa
• Dormir à tarde
• Ouvir uma música que me lembra alguém que eu amo
• Quando minha família passa um tempo de qualidade junta, sem ninguém brigar ou discutir
• Receber um elogio sincero por um trabalho bem feito
• Quando a Luna dorme do meu lado na cama
• Balançar em uma rede ou cadeira
• Quando alguém conta uma piada que me faz rir até chorar
• Visitar meus pais
• Quando meu pai conversa sobre futebol comigo
• Passar de uma fase difícil ou ganhar do “computador” no videogame
• Ser a responsável por dar uma boa notícia
• Tomar um copo cheio de água bem fresquinha quando estou com sede
• Aquele vapor quentinho e cheiroso depois que alguém sai do banho
• Achar na promoção uma blusa que me caiu super bem
• Escrever quando estou inspirada
• Acordar naturalmente, sem despertador
• Quando meu time ganha de virada
• Ganhar um presente que foi carinhosamente pensado em mim
• Cheiro de livro novo
• Quando aquela música que eu amo e não ouvia há muito tempo toca no rádio
• Bebês dando risada
• Lembrar das histórias que meu pai contava para eu dormir quando criança
• Abraços sinceros
• Assistir jogo do meu time no estádio e cantar junto com a torcida
• Quando o achocolatado dissolve fácil no leite
• Olhar a lua e as estrelas
• Tirar o sapato ~e o sutiã~ ao chegar em casa
• Receber uma mensagem carinhosa no celular
• Estourar plástico bolha
• Quando alguém mexe/faz carinho no meu cabelo
• Quando elogiam meu perfume
• Tomar sorvete na praça

Viram como as coisas mais simples podem ser as mais significativas? 😉

* Imagem retirada daqui