BEDA #19 – Como eu estou me organizando atualmente

college, office, organization, school, school supplies

Há algum tempo (há um bom tempo, na verdade), fiz um post contando como eu me organizo. Porém, muita coisa mudou na minha vida desde então e as técnicas de organização precisaram ser adaptadas, por isso achei que seria legal compartilhar com vocês quais métodos e ferramentas de organização estou usando atualmente:

GTD:

Em primeiro lugar, acho importante mencionar que li, no ano passado, o livro “A Arte de Fazer Acontecer“, sobre um sistema de organização chamado GTD (Getting Things Done) que prega que “esvaziar a mente” e liberar energia e espaço mental é essencial para que possamos melhorar nosso foco e produtividade. Desde então, tenho procurado colocar alguns preceitos em prática, como coletar todo tipo de informação em uma “caixa de entrada”, processar essas informações e transformá-las em tarefas, delegar o que eu puder, revisar periodicamente o andamento das tarefas e organizar arquivos de referência de forma sistematizada.

Caixa de entrada do e-mail:

Essa é uma dica que requer mais tempo e dá um certo trabalho, que é basicamente destralhar a caixa de entrada de e-mail, deletando as mensagens inúteis e organizando aquelas que vale a pena manter. No meu caso, eu organizo por ano e, dentro da pasta de cada ano, crio uma pasta para cada mês. O importante aqui é fazer desse destralhe um exercício constante, já que recebemos dezenas de emails diariamente.

Email.jpg

Caderno de anotações:

Eu adoro escrever, anotar coisas, por isso gosto de manter um caderno como caixa de entrada física. Nele, anoto coisas que preciso fazer, dados que não posso esquecer, enfim, qualquer informação que chegue até mim. Depois, processo aquela informação e transformo em alguma tarefa para ser executada ou delegada.

Caderno.jpg

 Agenda do Google:

Antes eu gostava de usar agenda física, mas o fato de não precisar carregar nenhum peso extra e de sincronizar a agenda entre computador e celular me fez mudar para a agenda do Google, já que eu já tinha conta no Gmail. O segredo de ter uma agenda bem gerenciada é só incluir nela compromissos que realmente tenham data e hora marcada. Ou seja, nada de ficar lotando sua agenda com tarefas que precisa fazer, mas sim com prazos reais.

Agenda.jpg

Wunderlist:

Antes, eu estava usando o Todoist para listar tarefas pendentes e gerenciar as concluídas, mas agora estou preferindo usar o próprio caderno para isso. Para listas que não sejam necessariamente relacionadas a tarefas, mas sim a itens que realmente preciso anotar, tenho usado o Wunderlist e gostado bastante! Por exemplo, tenho uma lista de posts para o BEDA, então sempre que tenho uma ideia nova incluo na lista. O mesmo com itens de supermercado que preciso comprar, filmes que quero assistir, etc.

Wunderlist.jpeg

Evernote:

Para anotações rápidas, tenho preferido usar o Evernote, também pela facilidade de sincronização entre dispositivos. Assim, posso anotar algo no app do celular rapidamente e acessar a mesma nota quando estiver no computador. Também tem uma extensão para o Chrome que permite salvar arquivos e páginas da internet diretamente no Evernote sem precisar baixar e anexar, o que é MARA.

Evernote.png

Fotos/Screenshots:

Continuo usando a câmera do celular para tirar fotos ou prints de coisas que preciso acessar depois, como recibos, endereços de lugares que vou, mensagens com lembretes importantes, etc.. É uma forma de manter arquivos de referência na galeria, para fácil acesso. Como exemplo, na foto abaixo temos um print que tirei da tela de horários do ônibus que eu pego todos os dias, para ter uma noção de qual horário ele vai passar no meu ponto.

Screenshots.jpeg

Organização é um tema pelo qual me interesso bastante. Por isso, estou sempre lendo e pesquisando sobre o assunto, e também pretendo trazer mais para o blog. Essas ferramentas têm me ajudado muito atualmente e estou conseguindo organizar melhor minha rotina. E vocês, quais ferramentas ou métodos de organização têm utilizado? Vou adorar conhecer coisas novas!

* Imagem retirada daqui

17629873_1319972661384518_3287602528063976838_n

 

BEDA #4 – O que tem na minha bolsa?

Não sei vocês, mas eu sou muito curiosa pra saber o que as pessoas carregam na bolsa, mochila, etc. Por isso, resolvi trazer para vocês um pouco sobre como eu organizo as coisas que carrego comigo no dia-a-dia. Bora lá?

Em primeiro lugar, recentemente troquei a bolsa (usava essa aqui, da Cat Club) por uma mochila, por achar que cabe mais coisas, tem mais divisórias e é mais prática. Essa mochila é bem antiga, comprei em uma feirinha de artesanato da UFMG na época que fazia faculdade. Ela é de tecido e com jeitinho de feita à mão mesmo, além de eu achar um charme a estampa de caveirinhas combinada com os detalhes em vermelho. É bem espaçosa e não pesa nada, o que é ótimo pra rotina de andar a pé e pegar busão.

WhatsApp Image 2017-03-13 at 19.18.54

O que eu levo:

  • Cartão do ônibus: a vida não é só glamour, né?
  • Carteira: velhinha de guerra, mas gosto muito dela. Tem várias divisórias para cartões e documentos
  • Sombrinha: gosto da estampa de cerejas e também tenho ela há muito tempo. Já me salvou de muitas chuvas inesperadas
  • Necessaires: na maior, levo um absorvente (mesmo com o coletor, nunca se sabe, né?), um pó compacto e um pincel kabuki para dar uma matificada na pele ao longo do dia. Na menor, levo comprimidos diversos. Tenho tentado tomar menos remédios ultimamente, mas às vezes somos pegos de surpresa por um mal estar e é melhor sobrar do que faltar
  •  Carregador/cabo de celular: assim, evito ficar sem bateria ao longo do dia
  • Fones de ouvido: tenho um par, o original que veio com meu celular e um xing ling que deixo de reserva
  • Óculos escuros: como no horário que saio de casa o sol já está bem forte, é sempre bom ter em mãos
  • Caneta: normalmente carrego caneta e um caderninho de anotações, mas nesse dia tinha deixado o caderno no trabalho, então ficou só a caneta
  • Espelho: esse espelhinho é muito fofo (a estampa é de gatinhos tomando café, haha) e sempre salva quando preciso dar aquela checada rápida no visual
  • Acessórios de cabelo: grampos, elásticos, tic tacs, tudo dentro dessa caixinha de plástico. Assim, não corro o risco de não ter com o que prender o cabelo
  • Lipbalm Baby Lips, da Maybelline: se tem uma coisa que eu não vivo sem, essa coisa é lipbalm. Esse, além de manter os lábios hidratados, ainda dá uma corzinha (o meu é na cor Cacau)
  • Desodorante Corpo a Corpo: eu AMO esse desodorante! Além de ter um cheiro maravilhoso e ser prático de levar na bolsa, ele é um dos poucos que protege mesmo no calorão.

Além desses itens, levo ainda meu celular e minhas chaves, no bolso externo da mochila. Acho que todas essas coisas são bem úteis e, na correria, é bom ter tudo sempre à mão. E vocês, o que levam na bolsa?

* Imagem retirada daqui

17629873_1319972661384518_3287602528063976838_n

TAG – Você é uma pessoa organizada?

Organização

Há algum tempo tenho visto algumas blogueiras responderem a essa TAG e, como gosto muito de conhecer os hábitos de organização de outras pessoas, achei muito interessante. Por isso, hoje resolvi responder também. Vamos lá:

1 – Você planeja sua semana? Se planeja, como?
Mais ou menos. Prefiro me programar a cada dia, então normalmente de manhã eu planejo as atividades que vou executar ao longo do dia. Porém, no que diz respeito a compromissos, gosto de ter uma visão mais ampla sobre o que tenho que fazer durante a semana (por ex: consultas médicas, encontros com amigos, etc.) para me preparar adequadamente para cada situação.

2 – Costuma usar agenda ou planner?
Não é sempre, mas utilizo a agenda do celular para anotar os compromissos e também utilizo planners para me organizar quando tenho muitas tarefas no trabalho, por exemplo. No Pinterest é possível encontrar várias opções de daily planners, mas como é algo ocasional, prefiro imprimir apenas quando preciso.

3 – Quando precisa de algo rápido em casa, costuma achar com facilidade?
Normalmente, sim. Cada coisa tem seu lugar e procuro manter tudo sempre em ordem. Porém, como me mudei recentemente, ainda há algumas coisas fora do lugar (mas estou trabalhando nisso!).

4- O que você tem em cima do seu criado mudo?
Uma luminária para poder ler à noite, meus livros de cabeceira e alguns objetos zen (baguá, cristais, um gatinho da sorte japonês e um porta incenso). Quando vou dormir, também coloco meu celular, pois uso ele como despertador.

5 – O que você costuma carregar na bolsa ou mochila?
Normalmente carrego minha carteira, necessaire com remédios, colírio e protetor labial, guarda-chuva, celular, carregador, fone de ouvido e as chaves de casa. Tenho uma bolsa com alça tiracolo que prefiro usar no dia a dia, mas quando preciso levar meu notebook, uso uma mochila.

6 – Sua família te acha uma pessoa organizada?
Não mesmo, hahaha! Minha família costuma relacionar “organização” apenas à arrumação de objetos e, quando morava com eles, digamos que eu não era a pessoa mais organizada do mundo nesse quesito. Hoje entendo que ser organizada vai muito além de ordenar objetos e manter a casa impecável, mas acho que minha família não pensa assim.

7 – Quando tira uma roupa, costuma deixá-la onde?
Se pretendo usar a roupa novamente, dobro e coloco em uma pilha específica no armário. Se não, coloco no cesto de roupas sujas. Mas confesso que, dependendo do nível da minha preguiça no dia, deixo jogadas em cima da cadeira mesmo.

8 – Costuma planejar seus dias de folga?
Depende. Nos dias de folga do trabalho é quando posso me dedicar mais a atividades pessoais e ao blog, por isso, geralmente faço uma lista de coisas que gostaria de concluir (mas também não me cobro muito se não conseguir, afinal, folgas foram feitas para descansar).

9 – Costuma criar check lists? Para quê?
Sim, para tudo! Gosto muito de listas, acho que são o método mais simples e fácil de organização. Listo tarefas para fazer, coisas que preciso comprar, metas a cumprir, enfim, de tudo um pouco. Acho que funcionam muito bem (e o prazer de riscar algo da lista é maravilhoso, haha).

10 – Qual sua maior dificuldade em se organizar?
Com certeza é vencer a preguiça depois de um dia cansativo de trabalho. Por isso, meu grande pecado é ir pelo caminho mais fácil (deixar coisas fora do lugar, me distrair com as redes sociais, não preparar refeições saudáveis, etc.), mas estou aos poucos me tornando mais consciente e evitando esses hábitos ruins.

Enfim, espero que você tenha gostado de saber um pouco mais sobre minha organização pessoal. 🙂 Sinta-se à vontade para responder a TAG também e, se quiser, deixe o link do post nos comentários… vou adorar conhecer um pouco mais sobre você também!

* Imagem retirada daqui

Desafio: Mês do Mínimo

Less is more

Há algum tempo eu estava em busca de um novo desafio de minimalismo para me inspirar e vi no blog da Bárbara o desafio Mês do Mínimo. Ele consiste basicamente em tarefas diárias que envolvem destralhar e organizar áreas específicas da casa.

As atividades diárias são:

  1. Limpe sua caixa de entrada de emails
  2. 5 itens
  3. Limpe a gaveta da bagunça
  4. Destralhe sua mente
  5. Coleção de maquiagens
  6. “Unfollow” e “unfriend”
  7. Limpe sua cômoda/seu criado-mudo
  8. Sob a pia
  9. Enfeites de Natal
  10. Limpe as bancadas
  11. Livros
  12. Armário do banheiro
  13. Despensa
  14. Limpe sua geladeira
  15. Brinquedos
  16. Organize sua correspondência
  17. Desconecte-se do virtual
  18. Bolsa
  19. Lavanderia
  20. Materiais de artesanato
  21. Limpe seu carro
  22. Organize suas receitas
  23. Vasilhas de plástico
  24. Limpeza familiar
  25. Temperos
  26. Caixa de jóias
  27. Limpe seu armário
  28. Diminua o número de móveis
  29. Roupas de cama e banho
  30. Porão/sótão/garagem

Comecei no dia 01/11 e pretendo postar uma vez por semana contando o andamento do desafio, pois acho que assim crio um compromisso comigo mesma e me policio para cumprir as tarefas direitinho. Sinta-se à vontade para me acompanhar em mais essa jornada rumo ao minimalismo 🙂

* Imagem retirada daqui

Casa arrumada (Lena Gino)

Casa de Taipa

Casa arrumada é assim: um lugar organizado, limpo, com espaço livre pra circulação e uma boa entrada de luz.
Mas casa, pra mim, tem que ser casa e não um centro cirúrgico, um cenário de novela.
Tem gente que gasta muito tempo limpando, esterelizando, ajeitando os móveis, afofando as almofadas…
Não, eu prefiro viver numa casa onde eu bato o olho e percebo logo: aqui tem vida…
Casa com vida, pra mim, é aquela em que os livros saem das prateleiras e os enfeites brincam de trocar de lugar.
Casa com vida tem fogão gasto pelo uso, pelo abuso das refeições fartas, que chamam todo mundo pra mesa da cozinha.
Sofá sem mancha? Tapete sem fio puxado? Mesa sem marca de copo? Tá na cara que é casa sem festa.
E se o piso não tem arranhão, é porque ali ninguém dança.
Casa com vida, pra mim, tem banheiro com vapor perfumado no meio da tarde.
Tem gaveta de entulho, daquelas que a gente guarda barbante, passaporte e vela de aniversário,tudo junto…
Casa com vida é aquela em que a gente entra e se sente bem vinda.
A que está sempre pronta pros amigos, pros netos, pros vizinhos…
E nos quartos, se possível, tem lençóis revirados por gente que brinca ou namora a qualquer hora do dia.
Casa com vida é aquela que a gente arruma pra ficar com a cara da gente.
Arrume a sua casa todos os dias…
Mas arrume de um jeito que lhe sobre tempo pra viver nela…
E reconhecer nela o seu lugar.

* Texto inspirador de autoria da Lena Gino e imagem retirada daqui

Como eu me organizo

Planner

Depois de ler muito sobre o assunto em diversos blogs e experimentar algumas técnicas na prática, cheguei a uma forma de organização pessoal que tem funcionado bem para mim. Atualmente, tenho utilizado algumas ferramentas que auxiliam na minha organização pessoal:

Caderno de Organização:

Caderno

Esse já é um velho conhecido dos blogs de organização (como mostram esses posts aqui e aqui, por exemplo). Trata-se de um caderno dividido em categorias onde eu anoto coisas relativas a cada área da minha vida. O meu está dividido em: Projetos (sonhos, metas e objetivos), Tarefas (to do lists), Rotinas (todas as tarefas que preciso executar diariamente), Saúde (contatos de médicos, datas de exames, etc.), Finanças (gastos diários), Wishlists (coisas que quero/preciso comprar).

Observação: Os blogs que sugerem a utilização do caderno defendem haver uma categoria chamada “caixa de entrada”, feita para anotar tudo o que você for lembrando, com o objetivo de “esvaziar” a mente. Tentei por um tempo, mas para mim não deu certo. Funcionou melhor usar pedacinhos de papéis avulsos para anotar os lembretes e, assim que tiver processado a informação, jogá-los fora.

Agenda:

Agenda

Tenho uma grande dificuldade em utilizar agenda virtual ou eletrônica, não sei por quê. Prefiro utilizar a de papel mesmo, onde anoto meus compromissos diários (o quê, quando, onde). Também comecei, nesse ano, um projeto que consiste em relacionar três coisas pelas quais fui grata em cada dia, e tenho anotado na agenda para relembrar no futuro.

Celular:

Alarme: Uso o alarme do celular como despertador todo dia de manhã e eventualmente quando quero dar uma geral rápida no quarto (programo 15 minutos e, durante esse tempo, vou arrumando tudo sem parar).

Alarme

Fotos: Tiro fotos ou screen captures de tudo aquilo que preciso me lembrar ou ter fácil acesso. Por exemplo, recibos de compras que terei que repassar o valor para minha irmã depois, cartas de tarot que saíram em algum jogo e que quero me lembrar, etc.

Fotos

Notas: Tenho uma nota salva na qual listo todas as atividades que terei que fazer no dia seguinte, mesmo as mais simples e rotineiras, para ir acompanhando ao longo do dia. Revejo essa lista à noite e modifico de acordo com a necessidade para o próximo dia. Também crio notas onde salvo endereços e instruções de como chegar a algum local, para não me perder, e informações que preciso ter em mãos sempre.

Notas

Agenda: Como já mencionei, não gosto muito de usar agenda eletrônica. Mas às vezes uso pra programar lembretes sobre compromissos que não posso esquecer. Por exemplo, tenho consulta marcada pra Luna na veterinária, então anoto tanto na agenda física quanto na do celular, e coloco lembrete para despertar uns 20 minutos antes do horário, para que eu comece a me arrumar, colocar ela na caixa de transporte, pegar o cartão de vacinas, etc.

Agenda Celular

Acredito que isso não seja algo definitivo, afinal de contas nossa vida se transforma a cada dia e daqui a um tempo pode ser que essas técnicas e ferramentas não funcionem mais. É preciso reavaliar constantemente se sua forma de organização condiz com o seu estilo de vida no momento, mas para mim tem sido suficiente.

* Primeira imagem retirada daqui. As demais, de minha autoria.

O que eu aprendi sobre a bagunça

Messy room

Desde que comecei a me interessar pelo assunto, tenho buscado maneiras de lidar melhor com a organização da minha casa, principalmente do meu quarto. Eu particularmente tenho muita facilidade em organizar, porém nem sempre tenho disciplina para manter essa ordem. Assim, tenho buscado colocar em prática algumas dicas que aprendi sobre organização:

  • Destralhar: Não tem jeito, o negócio é encarar a pilha de tralhas de frente e não parar enquanto não terminar. Mas podemos usar algumas estratégias para tornar o processo mais divertido. Aprendi no Vida Minimalista.
  • Guardar cada coisa em seu lugar: O mantra aqui é nunca sair de um cômodo sem levar com você algo que esteja fora do lugar. Assim fica mais fácil manter as coisas ordenadas – e depois de um tempo você passa a fazer isso sem perceber. Aprendi no Vida Organizada.
  • Acabar com a bagunça visível: Quando a gente se depara com uma bagunça muito grande, daquelas que fazem parecer que um furacão passou por ali, é muito fácil se desmotivar. Nesse momento, dar o primeiro passo é a ação mais importante. Ao invés de empilhar as roupas limpas na cadeira (quem nunca?), que tal dobrá-las e guardar no armário? Assim, elas ficam “escondidas” e, quando você perceber a melhora no ambiente, já vai ter vontade de organizá-las nos cabides, por exemplo. Aprendi no Vida Organizada.
  • Não piorar a bagunça: Assim como no exemplo acima, é comum pensar que, se algo já está bagunçado, não faz diferença aumentar a bagunça. Mas faz sim. Mesmo se o quarto já estiver todo bagunçado, tente guardar os sapatos assim que tirá-los, por exemplo. Pense que, pelo menos hoje, você não vai piorar a bagunça. Aprendi no Vida Organizada.

São ações simples, mas que tornam o dia-a-dia mais gostoso e tranquilo. O importante agora é manter a disciplina para torná-las realmente habituais, mas estou no caminho.

* Imagem retirada daqui